quinta-feira, 15 de setembro de 2005

Estranho desconhecido

Não te vi chegar, não te pressenti...
Quando dei por mim estava preso no teu olhar.
Semeaste em mim uma ansiedade,
Sentimento estranho difícil de descrever,
Vontade de te rever, ânsia de te conhecer.

Sei que com o tempo na minha mente
Apenas permanecerá um crepúsculo,
Um débil traço do nosso encontro fugaz
E a sensação de que por momentos
Fui capaz de te amar...

3 comentários:

Anónimo disse...

foste tu k escreveste?? hmmm muito bom... gostei...so espero k seja sobre mim.... :P

Le Petit Prince disse...

Não é sobre ninguem em particular e ao mesmo tempo sobre muita gente. Depois explico...

Anónimo disse...

Muito bem escrito, melhor dos que os meus :)